Português Italian English Spanish

|Estreias| Premiada atriz francesa Sandrine Kiberlain estreia na direção com 'A Garota Radiante'

|Estreias| Premiada atriz francesa Sandrine Kiberlain estreia na direção com 'A Garota Radiante'


Exibido no Festival de Cannes, filme traz uma jovem judia que sonha em ser atriz na época da ocupação nazista na França.

'A Garota Radiante' / Pandora Filmes

 

Conhecida por filmes como “Mademoiselle Chambon”, “Betty Fisher e outras histórias”, a atriz francesa Sandrine Kiberlain estreia no roteiro e direção com A GAROTA RADIANTE, que fez sua estreia na Semana da Crítica, no Festival de Cannes, de 2021. No Brasil, o longa será lançado no Brasil em 12 de janeiro, pela Pandora Filmes.

A personagem do título é a jovem judia Irène, interpretada por Rebecca Marder, que, aos 19 anos, no verão de 1942, quando a França está ocupada por nazistas. A protagonista está descobrindo o mundo, o amor, o prazer de viver. Ela sonha em ser atriz, mas talvez ela não possa realizar seus sonhos.

Kiberlain conta que assumiu o posto de diretora pelo desejo de se expressar numa maneira diferente do que já fazia. “Eu também esperei até encontrar a história certa. Com esse projeto, pude contar a história de uma jovem mulher e capturar um momento histórico de uma forma muito pessoal.”

A diretora também explica que começou o roteiro imaginando a vida das personagens. “Eu tinha a ideia, mas não sabia como a transformar em filme. Talvez por eu ser uma atriz, iniciei o processo pensando nas personagens centrais até conseguir realmente encontrar a trama”.

Como base, ela pensou na vida de seus avós no ano de 1942, época em que se passa A GAROTA RADIANTE. “Todos queriam, como a personagem, se tornar atores, e, como ela, também eram judeus. No processo, muito da minha vida pessoal, acabou se tornando uma referência, embora eu fizesse mudanças. Não queria, por exemplo, que minha mãe e minha irmã se tornassem personagens. Seria mais fácil falar de mim mesma, e explorar o que significa uma família de forma sincera sem trair as pessoas que amo.”

Rebecca Marder foi descoberta por Kiberlain no teatro, e encontrou nela a mistura entre humor e seriedade que julgou perfeita para a personagem. “Provavelmente temos os mesmos instintos como atriz, e não precisávamos falar muito para nos entender. Ela tem um rosto marcante que me lembra muito atrizes como Ingrid Bergman e Nastassja Kinski.”

Kiberlain conta que a experiência de fazer A GAROTA RADIANTE foi uma das melhores de sua vida. “Sempre tive muita sorte como atriz, tive parcerias incríveis, mas, durante todo esse tempo eu falava palavras de outras pessoas. Aqui, finalmente, pude compartilhar minha visão das coisas e meu olhar pessoal para essa história. Pela primeira vez, fiz o que tinha em mente.”

A GAROTA RADIANTE será lançado no Brasil pela Pandora Filmes.